FERRAMENTAS DE GESTÃO VISUAL QUE FOMENTAM SEUS PROCESSOS

FERRAMENTAS DE GESTÃO VISUAL QUE FOMENTAM SEUS PROCESSOS

Podemos encontrar ferramentas de gerenciamento visual à nossa volta todos os dias. Por exemplo, quando acaba seu combustível, uma luz no seu carro irá alertá-lo sobre o problema, as cores do semáforo indicam a ação que você deve realizar, seu aplicativo de exercícios te mostra o quanto falta para conseguir seu objetivo. Nosso cérebro processa rapidamente essas pistas visuais e toma decisões de acordo com essas informações.

A metodologia Lean inclui esse fato e aproveita várias ferramentas ótimas para gerenciamento e melhoria e qualquer organização que procura a melhoria contínua pode se beneficiar.

COMO FUNCIONAM AS FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO VISUAL?

Vamos explicar algumas das ferramentas de gerenciamento visual Lean mais destacadas, todas as ferramentas tem um objetivo para diferentes procedimentos:

  • Comunicar padrões.
  • Aplicar regras.
  • Compartilhar informações importantes.
  • Dar mais atenção às irregularidades.
  • Reagir de maneira rápida ante os problemas.

A maioria das organizações focam-se em entregar o melhor valor para o cliente, com o intuito de criar processos sólidos e de qualidade, as ferramentas de gerenciamento visual são utilizadas com o propósito de atingir esses objetivos, vamos explicar nesse artigo algumas das ferramentas mais utilizadas.

 

 

KANBAN

Kanban é uma ferramenta de visualização projetada com o propósito de gerenciar e potencializar o fluxo de trabalho. Essa técnica utiliza dicas visuais para remover gargalos no nível de sistema e equilibrar o fluxo com a capacidade disponível.

Os elementos do trabalho são representados visualmente, para assim proporcionar aos participantes uma visão do processo e progresso do projeto, desde o início até o fim, geralmente através do quadro Kanban.  As atividades são puxadas através do processo, conforme a capacidade do mesmo, a diferença de ser empurrado para o processo só no momento de ser solicitado.

Qualquer interrupção no fluxo de trabalho poderá ser identificada, por exemplo, nos casos do fluxo de trabalho em andamento ser limitado. Qualquer irregularidade será direcionada e resolvida antes que um novo registro seja formado ou fique muito grande. Esse processo é importante, pois evita atrasos de investimento, evita conflitos de priorização e entrega mais valor ao cliente.

Umas das empresas mais destacadas em usar a metodologia Kanban foi a Toyota, com o propósito de limitar o trabalho em andamento e minimizar o inventário, utilizando cartões para indicar que o estoque precisava ser reabastecido, essa e muitas outras empresas fazem uso dos quadros kanban na atualidade para visualizar o fluxo de trabalho e reduzir atrito nos processos.

QUADROS DE CONTROLE DE PROCESSO E DE PRODUÇÃO

QUADROS de controle de processos ou de produção, geralmente incluem uma linha central, um limite de controle superior de 3-sigma e um limite de controle inferior de 3-sigma. Podendo se apresentar também limites de 1 a 2 sigma. A linha central representa a média ou mediana do processo.

Os limites de controle refletem a variação do processo e auxiliam os usuários a reconhecer a variação do objetivo ou resultado esperado, dentro do processo e a variação da “causa especial”, a qual indica um problema. As tendências devem ser analisadas para assim definir se o processo é estável.

Empresas com foco em melhoria contínua da qualidade utilizam gráficos de controle para proporcionar uma linguagem comum, falar sobre comportamento e desempenho dos processos, tomar decisões acertadas sobre o status de diferentes processos, limitar a necessidade de inspeção e definir a capacidade do projeto e processo baseado no desempenho passado e tendências. Esses aspectos criam a linha de base para conseguir melhorias no futuro.

5S

O 5S é um método de organização que utiliza as cinco palavras japonesas traduzidas como “Classificar”, “Refinar”, “Padronizar” e “Sustentar”. As cinco palavras juntas definem como deve ser organizado um espaço de trabalho eficiente, identificando e coletando os itens utilizados, mantendo a área e os itens e sustentando a nova ordem.

O foco é a redução do desperdício com base na manutenção dos parâmetros e disciplina requerida para administrar a organização, cuidando assim o ambiente e mantendo o respeito ao local de trabalho. Quando se tem um local organizado de trabalho, é mais simples detectar quando existe alguma irregularidade ou alguma coisa está fora de lugar.

Utilizando uma ou todas essas técnicas, incluir um elemento de gerenciamento visual e se for assistido por tecnologia, auxiliará na melhoria do ritmo de trabalho, reduzir os problemas e manter toda a equipe envolvida no processo.

 

 

Deixe um comentário